terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Paulo Fonseca, novidades e curiosidades

Paulo Fonseca já tem o onze para a Luz
Quase um mês depois do último jogo para o campeonato, o FC Porto deve apresentar-se na Luz com o mesmo onze que goleou o Olhanense (4-0), a 20 de dezembro. A gestão que Paulo Fonseca fez antes do clássico revelou especiais precauções relativamente aos jogadores que o treinador pensa lançar no clássico. Helton descansou em ambos os jogos; Danilo e Alex Sandro, os únicos laterais de raiz, foram poupados durante 45 minutos contra o Atlético; a dupla de centrais (Maicon e Mangala) jogou em Alvalade e cedeu lugar para a Taça. Feita a defesa, também no meio-campo houve uma lógica: Fernando e Carlos Eduardo só na Taça da Liga; Lucho a meio gás contra o Sporting e titular contra o Atlético. Varela foi o avançado que mais (e melhor) jogou, mas a gestão física de Licá e Jackson também abre pouco espaço para dúvidas, até porque Josué, aquele que mais tem discutido o lugar com o ex-Estoril, só foi utilizado no meio-campo. Aliás, bastou esperar uns minutos após o apito final na goleada ao Atlético para ver, em pleno relvado, mais de metade da equipa previsivelmente titular na Luz a treinar: a Danilo, Mangala, Maicon, Fernando, Carlos Eduardo e Licá juntaram-se Quaresma, Ghilas e Herrera, estes dois últimos para compensar o défice de minutos no encontro da Taça.

 
Neílton possível reforço

O FC Porto tentou, assim como o Sevilha, mas o jovem avançado Neílton, considerado como a maior promessa do Santos, onde se formou Neymar, deverá passar pela continuidade no clube de São Paulo. Esta foi a garantia dada por Hamilton Bernard, agente do jogador, em declarações à "Gazeta Esporte".
"Sevilla e FC Porto colocaram propostas espectaculares em cima da minha mesa, muito melhores do que as daqui. Como penso que queimaria etapas para ele, vou deixá-las como última opção", grantiu.
Hamilton Bernard apontou as razões para continuar a representar o Santos: "Tudo está muito tranquilo. Temos mais uma ou outra reunião ainda para acertar a permanência, que é a nossa prioridade no momento. E não é só a nossa vontade... O clube também deseja que ele fique e o fundo de investimento tem tentado dar uma força e concretizar o negócio", sublinhou, não fechando, no entanto, as portas a uma possível saída do jogador de 19 anos.


Iturbe 
 A fazer uma excelente temporada no Verona, onde está emprestado pelo FC Porto , Iturbe não tem perspectivas de voltar. A garantia é do seu empresário, que vai até mais longe e garante que o regresso é impossível. "A experiência dele no FC Porto terminou e não tem a menor intenção de regressar. Vamos trabalhar para que o Verona exerça o direito de opção, com o apoio de um grande clube ou recorrendo a um fundo financeiro. Não haverá problema", disse Gustavo Mascardi ao site "tuttomercato".

Queiroz: "não tem dúvidas" de que José Mourinho vai triunfar de novo no Chelsea e explica porquê: "Há uma condicionante básica fundamental no dia a dia das pessoas e de mim próprio:
ninguém pode produzir se não estiver motivado e se não estiver feliz".


Piotr Parzyszek - Empresário do avançado garante que a transferência fica "sem efeito"
 Marcha atrás na contratação de Piotr Parzyszek - o ponta de lança do De Graafschap (2ª divisão holandesa) já não vem para o Benfica, segundo a versão ontem apresentada pelo seu empresário. "Já tínhamos chegado a acordo sobre o salário e o ordenado, mas havia muitos pontos de interrogação. Por isso, decidimos colocar um ponto final na incerteza e a transferência ficou sem efeito", disse Cees van Vossen, à "Voetbal International".

 

1 comentário:

  1. Bom, vou abrir uma excepção e informar quem me visita do seguinte:
    1- Reconheço que o Eusébio foi um dos maiores futebolistas portugueses de todos os tempos e um excelente ser humano!
    2- tenho amigos no facebook identificados comigo no capítulo musical que são benfiquistas.
    3- E a todos eles dei os meus sentimentos e desejei paz à sua alma...

    E com isto creio ter esclarecido todos os desportistas que visitam o meu blog.

    A.M.

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.