sábado, 25 de janeiro de 2014

Villas-Boas realça a importância do apoio de Pinto da Costa à equipa

André Villas-Boas falou do momento do FC Porto no campeonato, aceitando deter-se sobre a acusação de que esta equipa é menos agressiva do que é habitual nos dragões. "São ilações tiradas pelo momento que o FC Porto atravessa. É difícil de caracterizar. Obviamente que hoje têm um treinador diferente, há sempre o dedo do treinador em todas as equipas, o dedo do Paulo está lá e o apoio do presidente também, como puderam ver pela entrevista ao Porto Canal. O FC Porto é um clube que garante todas as condições para que os seus treinadores consigam o máximo de sucesso. Acredito firmemente que existe a possibilidade das coisas se inverterem nos próximos jogos", disse.
Sobre o recente clássico na Luz, que o Benfica venceu, por 2-0, o treinador campeão pelo FC Porto defende a ideia de que a morte de Eusébio acabou por influenciar. " Foi um jogo com uma carga emocional muito forte. Sempre fui um treinador que tentou utilizar essas cargas emocionais nos clubes que representei e acho que isso foi um fator importante na forma como os jogadores do Benfica abordaram o jogo. O FC Porto queria ter conseguido alguma coisa do jogo da Luz. Não se pode dizer que tenha estado no seu melhor, mas não vale a pena refletir sobre águas passadas, os jogos recentes. O que mais me agradou foi a união em torno do treinador e do grupo e esse passo foi dado com as palavras do presidente".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.