quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Treinador de campo para a equipa B do FCP precisa-se

22/07/2014 - FC Porto B 0 Ave 1
Mais uma derrota devido à inexperiência da equipa B portista e à deficiente estratégia que Luís Castro utilizou para os dragões. Por isso, concluo, ou seja, os resultados dizem: o Luís Castro é capaz de ser um bom director técnico, mas é um medíocre treinador de campo.
Os jovens da equipa B portista precisam urgentemente dum treinador de campo que organize a equipa, promova estratégias (tácticas) eficazes, ensine aos jovens a matreirice dos veteranos e incentive os putos a aplicarem-se empenhadamente nos treinos de modo a evoluírem (equipa A) e a renderem o máximo nos jogos.

Destaques:
quase nenhum realce para a acção (conjunto) da equipa. Recheada com alguns jogadores habilidosos mas a precisarem de evoluir, ganhar experiência, aprender as matreirices do futebol sénior, a utilizar o corpo para cobrirem a bola...etc...etc. Depois o entrosamento é precário e a velocidade de jogo quase nula. De salientar também o défice de organização da equipa e a ausência de jogadas de laboratório...!

FC Porto - Site - ​"Bês" derrotados por Aves eficaz
O FC Porto B perdeu, esta quarta-feira, com o Desportivo das Aves, no Estádio de Pedroso, por 1-0. Nesta partida da 26.ª jornada da Segunda Liga, os portistas tiveram sempre o domínio territorial e a maior parte da posse de bola, mas os avenses aproveitaram um dos poucos contra-ataques que criaram, já na segunda parte (65m), para fazer o único golo do jogo.
Com Fabiano e Reyes, da equipa principal, a titulares, a primeira metade do desafio foi jogada a ritmo lento, mas as oportunidades foram todas do lado da baliza de Quim. Aos 26 minutos, uma bela jogada entre Víctor García e Tozé merecia melhor conclusão de Rafa, que enviou a bola por cima e iniciou a melhor parte da exibição portista. A partir daí, foi o lado esquerdo do ataque portista que ditou as leis: Rafa, que fez um jogo cheio de personalidade, e Kayembe estiveram em bom plano, mas a bola nunca chegou nas melhores condições ao esforçado ponta-de-lança Gonçalo Paciência. Ao intervalo, o empate a zero penalizava a ineficácia dos Dragões no último passe.
O Desportivo das Aves, oitavo classificado da Segunda Liga à partida para este
jogo

, manteve a mesma postura expectante no início da segunda parte. A iniciativa manteve-se sempre do lado do FC Porto B mas foi o Aves que chegou à vantagem, aos 65 minutos, por Pedro Pereira, através de um contra-ataque pela direita que terminou com um remate cruzado a bater Fabiano. Os portistas ficaram afectados pelo golo e, apesar de manterem o domínio territorial, nunca mais foram capazes de criar situações verdadeiramente perigosas junto à baliza do Aves, apesar do inconformismo de Tozé e Ivo.
O próximo jogo do FC Porto B, que mantém o terceiro lugar da Segunda Liga, é contra o Moreirense, em Moreira de Cónegos (27.ª jornada), e está agendado para 28 de Janeiro, pelas 16h00.​
FICHA DE JOGO
Segunda Liga, 26.ª jornada - Estádio de Pedroso, Vila Nova de Gaia

Árbitro: Marco Ferreira (Funchal)
Assistentes: Nélson Moniz e Bruno Trindade

FC PORTO B: Fabiano; Victor García, Reyes, Tiago Ferreira e Rafa; Mikel, Pedro Moreira e Leandro; Tozé, Kayembe e Gonçalo
Substituições: Kayembe por Ivo (69m), Leandro por Caballero (69m) e Gonçalo por André Silva (77m)
Não utilizados: Kadú, Pavlovski, Tomás Podstawski e Frederic
Treinador: Luís Castro

DESPORTIVO DAS AVES: Quim; Filipe, Romaric, Miguel Vieira e Jorge Ribeiro; Tito (cap.), Renato e Luís Manuel; Pedro Pereira, Vasco e Andrew
Substituições: Pedro Pereira por Fábio Martins (71m), Andrew por Grosso (74m) e Renato por Jaime Poulson (80m)
Não utilizados: Ricardo, Valente, Vasco Matos e Diogo Pires
Treinador: José Valente

Ao intervalo: 0-0
Marcador: Pedro Pereira (65m)
Disciplina: Cartão amarelo a Kayembe (24m), Filipe (46m), Ivo (83m), Tozé (87m) e Fábio Martins (89m)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.