segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Árbitros protegem águias e leões e são carrascos dos dragões

22/09/2014 - Os árbitros condicionam fisicamente com os critérios da atribuição dos cartões amarelos ou vermelhos e não só também influem no aspecto psicológico duma equipa servindo de guarda-costas a uns e carrascos a outros...!

Para mim é mais uma diferença de filosofia.
Enquanto o Lopetegui quer que os arbitros não errem o JJ joga com os erros do arbitros.

Uma parte substancial do treino do JJ são os truques desde os bloqueios (como o Victor Pereira observou) e que se viu no golo do Maxi, em que ficaram meia dúzia de jogadores no chão, não é coincidência é treino.
Outro truque é quando um jogador do Benfica se vê "apertado", o que faz? Vira-se de costas ou põe-se à frente do adversário, espera o contacto e projecta-se (atira-se para a piscina) para o chão e lá é assinalada a respectiva falta.
Estes truques funcionam porque os árbitros em Portugal assinalam muitas faltas a favor dos benfiquistas e sportinguistas.

Deve o Lopetegui e o FC Porto também (adoptar estes métodos) jogar este "jogo"? Não sei… responda quem saiba...

Depois daquela entrada à Bruce Lee que o caceteiro Maxi Pereira deu no João Moutinho e não foi expulso, essa entrada do "enjoo Perez" no Moreirense é "coisinha à tôa", os amiguinhos da imprensa não vão dar a mínima importância a isso, como não deram ao golpe de karate do caceteiro uruguaio...

Se fosse o Bruno Alves, ou qualquer jogador ou ex-jogador do FCP, aí a coisa mudava de figura, como na entrada que deu no Rodriguinho quando jogava no Zenit, onde os amiguinhos da imprensa lisboeta queriam irradiá-lo do futebol pela "violentíssima entrada assassina" no querido menino Rodriguinho...

É assim, foi assim e sempre será assim: o fifica será sempre o queridinho da pasquinada, campeões da 1ª página e etc...cabe a nós derrotá-los...em todas as frentes... no campo


Julen Lopetegui, discorda da decisão do árbitro, que expulsou Maicon um cartão vermelho directo.
E está coberto de razão, lances iguais são sancionados no máximo com amarelo. Se os protagonistas de tais lances forem benfiquistas ou sportinguistas até pode acontecer que nem repreendidos sejam, que é aliás o que se está a verificar esta época por esses campos fora...

"É tudo menos vermelho", disse Julen Lopetegu quando questionado sobre o lance da expulsão de Maicon aos 24 minutos.

"É um lance de futebol, num campo naquelas condições, junto da linha lateral. Não é uma entrada violenta, o árbitro achou que sim. Não podemos fazer nada".

O técnico do FC Porto, considera demasiado pesado o castigo de empatar com o Boavista num jogo que a sua equipa dominou sempre.

Boavista à defesa: "Tivemos muitas oportunidades de golo, repito, fomos 22 vezes à baliza do Boavista, um adversário que não existiu em termos ofensivos. É um castigo demasiado grande para o que fizemos com menos um jogador".

O jogo em Alvalade: "Amanhã temos de trabalhar, isso é o mais importante. Fizemos muitas coisas bem, mas isso não foi suficiente para ganhar. Obrigatório é trabalhar e preparar bem o jogo de Alvalade, onde estaremos com vontade de ganhar".

BRAHIMI - "Para mim não era vermelho"

Brahimi, internacional argelino do FC Porto, não considera que a expulsão de Maicon na primeira parte sirva para explicar o empate.

O empate: "Sabíamos que ia ser complicado, não fomos capazes de encontrar a solução para marcar. Temos de continuar a trabalhar e ir a Lisboa fazer um bom resultado. Estamos tristes porque queríamos ganhar e só empatamos".

A expulsão: "Para mim não era cartão vermelho. Mas, tínhamos de fazer um pouco mais para ganhar. A culpa não é de Maicon, mas de todos".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.