terça-feira, 2 de setembro de 2014

Novas do Dragão

02/09/2014 - "Amo o FC Porto com paixão"

O nigeriano Chidera Ezeh fez esta terça-feira uma apaixonada declaração de amor ao FC Porto, clube que o contratou já este ano aos nigerianos do River Lane.

"Amo o FC Porto com uma imensa paixão. Não vim para cá por causa do dinheiro, mas sim para crescer e aprender. E se Deus quiser, espero ter aqui um futuro brilhante", afirmou o avançado de 16 anos, campeão mundial na categoria de Sub-17, em 2013.

Chidera só pode ser inscrito como jogador do FC Porto em outubro de 2015, mas já tem treinado com a equipa de juniores do clube. Está onde desejava estar. "Gosto de estar aqui, porque me sinto desejado pela equipa. Não há nada como estar onde se é desejado", prosseguiu, ao site nigeriano SL10.

PS – Diego Carlos uma época por empréstimo para reforçar os "B"
O FC Porto garantiu a contratação do defesa central brasileiro Diego Carlos de 21 anos.

Kléber vai reforçar os canarinhos, também por uma temporada.

PS1 – José Campaña no Dragão por empréstimo

José Campaña confirmou a mudança para o FC Porto, onde chegará por empréstimo da Sampdoria. O médio internacional espanhol sub-21, que fecha o plantel de Julen Lopetegui e usará o número 22, declarou: "Estou muito feliz por ser o novo jogador do FC Porto. Darei tudo por esta camisola."

PS2 – Otávio novo reforço

Otávio é reforço do FC Porto para as próximas cinco temporadas. O médio assinou esta segunda-feira pelos dragões, acertando ainda uma cláusula de rescisão de 50 milhões de euros. Fica com o número 17 que era do Varela e já deu uma entrevista ao Porto Canal.

"Estou muito feliz, era o meu sonho jogar na Europa, ainda para mais no FC Porto. Quero ajudar a equipa a conquistar títulos", disse, descrevendo-se desta forma: "Sou um jogador de raça, tenho muita velocidade e drible. Gosto de marcar golos e de fazer assistência."

PS3 - Prova de força?

Rolando inscrito pelo FC Porto na Liga!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.