quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Prossegue a preparação para o jogo de Guimarães.

11/09/2014 - Já com Danilo, Martins Indi e Campaña.

​Danilo, Martins Indi e Campaña (Sub-21 Espanha) , já estão à disposição de Lopetegui depois de terem jogado pelas respectivas selecções, foi a novidade do treino realizado esta quinta-feira.
O Técnico do FC Porto continua a preparar a visita ao Vitória de Guimarães, marcado para as 17h00 de domingo e referente à quarta jornada da Liga portuguesa.

Cristian Tello voltou a realizar treino integrado condicionado, enquanto Helton (treino condicionado e trabalho de ginásio), Óliver Torres (tratamento e trabalho de ginásio), Opare e Alex Sandro (treino condicionado) não foram opções para Julen Lopetegui.

Aboubakar (Camarões), Herrera (México) e Brahimi (Argélia) estiveram ausentes por se encontrarem ao serviço das respectivas selecções. Igor Lichnovsky, Frédéric e Kayembe, do FC Porto B, e Fernando, dos Sub-19, foram chamados aos trabalhos da equipa principal.

O FC Porto volta a treinar amanhã sexta-feira, às 10h30, novamente no Olival, à porta fechada. Pelas 13h00, Julen Lopetegui fará, em conferência de imprensa, a antevisão do quarto encontro dos azuis e brancos na Liga portuguesa 2014/15.

LUÍS CASTRO quer maior eficácia defensiva e ofensiva
​​O FC Porto B desloca-se este sábado a Faro e Luís Castro salienta as prioridades da equipa,: “não sofrer golos, algo que ainda não aconteceu esta época”, e "aumentar a eficácia ofensiva”. O encontro com o Farense, da sexta jornada da Segunda Liga, é às 19h00, no Estádio de S. Luís, e o treinador garante que o plantel tem trabalhado diariamente para corrigir os problemas que relegaram a equipa para a 22.ª posição da classificação geral.

“Estamos inconformados com a nossa posição na classificação geral, temos de reagir e o jogo com o Farense faz parte dos nossos planos para podermos subir umas posições. É uma equipa difícil, bem orientada pelo Pedro Correia, mas temos como objectivo fundamental não sofrer golos, algo que ainda não aconteceu esta época. Temos vindo a trabalhar bem para melhorar as nossas exibições e sabemos que, mesmo ao nível da concretização, ainda estamos longe daquilo que é exigido numa competição profissional. Esperamos no entanto, ver esses problemas resolvidos já em Faro”, referiu Luís Castro, esta quinta-feira, no superflash de antevisão da partida.

Não podemos é, em duas situações construídas pela equipa adversária, sofrer um ou dois golos. Temos de conseguir uma maior solidez defensiva e aumentar a percentagem em termos de concretização”.

O problema da falta de maturidade (experiência)
Luís Castro: “tem-nos acontecido mais um ou outro erro individual do que propriamente erros de contexto colectivo. Este plantel é mais jovem do que o da época passada, com muitos ex-juniores e seniores de segundo ano, mas isso não é um 'caminho' por onde queiramos ir. Eles têm de adaptar-se às ligas profissionais e acredito que a forma como jogamos demonstra que estão adaptados a essa exigência. A forma como não estamos a ser eficazes no momento defensivo e ofensivo é que demonstra (falta de experiência) alguns problemas que temos de resolver com esse trabalho diário que pretendemos continuar a fazer”.

Deixa uma palavra para Gonçalo Paciência, que recentemente se lesionou ao serviço da selecção portuguesa de Sub-21 – “as lesões fazem parte da vida de futebolista e o Gonçalo tem de estar muito focado na recuperação e aplicar-se tanto nisso como no treino do dia-a-dia” -, Luís Castro apontou objectivos para a competição: “Queremos acabar no primeiro terço da tabela, nos dez primeiros lugares.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.