segunda-feira, 4 de agosto de 2014

A evolução da equipa do FC Porto

04/08/2014 - Aspectos importantes a realçar

Dito por quem viu o jogo, a equipa portista não se atemorizou com o futebol físico dos ingleses do Everton e foi mesmo capaz de pressionar e de em muitos momentos do jogo encostá-los no seu meio campo!

O Everton não é uma equipa qualquer e hoje, por momentos, foi mesmo massacrado e vieram ao de cima as suas (deles) dificuldades com a pressão alta dos portistas. Aliás, chegou a dar a sensação que bastava acelerar o ritmo um pouco para o FC Porto marcar golo. Lembro que costumavamos ter imensas dificuldades contra equipas inglesas, possantes que praticam um tipo de futebol mais físico, seja por inibição ou por menor poder físico, e no domingo passado não se viu nada disso.

2 comentários:

  1. Um jogo muito bom, e ainda vamos no inicio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, mas houve uma equipa na 1ª parte que jogou bem mas por não ter uma referência na área não marcou, e outra na 2ª parte que também jogou bem e além disso facturou porque tinha a tal referência na área.
      Portanto, a conclusão a que chegamos é a da importância duma figura de 1º plano na área, pois não é indiferente ter ou não ter um goleador na equipa. É que um finalizador nato tipo, Bibota d'ouro, Jardel ou Jackson, é alguém com características muito especiais tais como: técnica de chuto apurada, grande capacidade atlética para resistir ao choque com os adversários, poder de concentração, detentor de chuto instintivo com potência e precisão, coragem e sangue frio...

      Eliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.