domingo, 17 de agosto de 2014

Sporting a equipa portuguesa mais sarrafeira

17/08/2014 - O Sporting tem bons avançados e produz boas jogadas de ataque, mas também é porventura a equipa portuguesa mais matreira e que mais pau dá nos adversários, e na defesa, utiliza a filosofia de jogo passa a bola mas não passa o homem.
No lance que ditou a expulsão de William vê-se que o médio sportinguista se divorcia da bola e vai nitidamente às pernas do jogador da Académica (na minha opinião foi um amarelo bastante alaranjado).

José Eduardo Simões
O presidente da Académica, não gostou de ver o sportinguista Adrien a queixar-se da arbitragem.


O presidente da Académica, José Eduardo Simões, não gostou de ver o sportinguista Adrien a queixar-se da arbitragem do Académica-Sporting, disputado este sábado, e não teve papas na língua na resposta: "O Adrien que fale com o pai e a mãe, e se quiser criticar que critique em casa dele."

O líder da Briosa ficou satisfeito com o empate com que terminou o encontro, mas salientou que a haver um vencedor seria a equipa da casa, pois terminou por cima: "O resultado foi justo, mas até podia ter pendido a nosso favor. O Sporting entrou bem, dominou nos primeiros 20 minutos, com a Académica nervosa... A partir da altura em que nos reposicionámos, a Académica passou a estar melhor do que o Sporting. Fizemos uma segunda parte magnífica".

Adrien
O médio do Sporting não esclareceu a quem se referia quando no final do jogo afirmou que a sua equipa lutara "contra tudo e todos".

A expulsão: "A expulsão é decisiva, é um elemento a menos e isso torna o jogo mais difícil. Não me cabe a mim dizer se foi bem ou mal expulso".

Aos 33’ houve mão de Jefferson, lateral do Sporting, na sua área, que Soares Dias (benevolentemente) deixou passar!

1 comentário:



  1. @ Armando
    (conforme o combinado)

    os "jogadores" do spórtém são a fé das canelas adversárias :D
    de todos, "adoro" o cédric: c'a g'anda sarrafeir... jogador! o adrian também é bom, mas o cédric! que menino!
    já o jefferson é mais cheio de gás...

    abr@ço
    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.