segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Ironia - Yero carrasco do seu ex-clube

11/08/2014 - Oliveirense vence FC Porto no Estádio Pedroso
À técnica dos jovens Dragões, com Ivo e Pité à cabeça, sobrepôs-se a eficácia da equipa de Oliveira de Azeméis (Yero).

Foi um resultado ingrato para a equipa B, que entrou bem no jogo, com boas iniciativas de Ivo pela esquerda, mas acabou por ser a Oliveirense a adiantar-se aos 20 minutos, quando o gigante Yero fez valer a força física para ganhar na área e marcar.

Até ao intervalo, o FC Porto B atacou muito, mas concluiu mal. Luís Castro fez entrar ao intervalo André Silva e Francisco Ramos, a equipa pressionou muito, mas em cinco minutos a Oliveirense decidiu o jogo, primeiro com um remate de fora da área de Ivan Santos, depois, com Yero a converter um penalti rigoroso, marcado pelo árbitro por uma bola no braço na área portista.

Pité fez o golo do FC Porto B, num jogo em que o resultado penalizou demasiado a equipa, que pelo que se viu tem qualidade para realizar uma boa temporada.

FICHA DE JOGO

Segunda Liga, 1.ª jornada - Estádio do Pedroso, em Vila Nova de Gaia 


FC Porto B-Oliveirense, 1-3

Árbitro: Nuno Almeida (Algarve)

FC PORTO B: Kadú, David Bruno, Siemann, Lichnovsky, Rafa, Tomás Podstawski, Pité, Leandro Silva, Kayembe, Gonçalo Paciência e Ivo

 Substituições: Lichnovsky por Francisco Ramos (46m), Kayembe por André Silva (46m) e Pité por Frederic (68m)

 Não utilizados: André Caio, Graça, Pavlovski e Verdasca

 Treinador: Luís Castro

OLIVEIRENSE: João Pinho, Carela, Ângelo, Sérgio, Bruno Simão, Godinho, Zé Freitas, Ivan Santos, Rui Lima, Oliveira e Yero
Substituições: Oliveira por Mário Mendonça (63m), Ivan Santos por Renan (77m) e Rui Lima por Carlitos (90+1m)
Não utilizados: Hélder Godinho, Zé Sousa, Luís e Rafa
Treinador: Artur Marques

Ao intervalo: 0-1

 Marcadores:
Yero (20m e 54m, pen.), Ivan Santos (54m) e Pité (59m)

Cartões amarelos: Ivo (14m), Zé Freitas (68m), Sérgio (72m) e Mário Mendonça (86m)

Nota (má política) - É isto, o FC Porto dispensa jogadores (Yero) que como ficou provado lhe fazem falta...!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.