sábado, 8 de fevereiro de 2014

Luís Castro espera “grandes dificuldades” nos Açores

Até agora o FC Porto B tem feito uma boa campanha. Parabéns portanto à equipa e ao seu líder Luís Castro!
07/02/2014 - O FC Porto B aborda o duelo frente ao Santa Clara (domingo, 16h00 de Portugal Continental) na privilegiada posição de líder da Segunda Liga (50 pontos, a par de Moreirense e Penafiel). No entanto, o treinador Luís Castro espera “grandes dificuldades” nos Açores, frente ao Santa Clara, actual 19.º classificado da prova (29 pontos) e por isso a lutar pela permanência.

“Espero todas as dificuldades comuns da Segunda Liga: são sempre jogos muito competitivos, com adversários muito difíceis, que querem ganhar tanto como nós. São equipas muito determinadas em conquistar pontos e espero grandes dificuldades nos Açores. No último jogo em casa, o Santa Clara venceu o Sporting B por 1-0 e estarão animados com esse factor e as entradas que tiveram agora em Janeiro. Espero um jogo muito equilibrado”, afirmou o técnico, em declarações ao site do FC Porto,  Porto Canal.

Para Luís Castro, o sucesso do FC Porto B nesta época tem muito a ver com o facto de os jogos serem projectados em função dos princípios ofensivos e defensivos da equipa e não do adversário: “Respeitamos muito o trabalho que todos os treinadores fazem com as equipas adversárias, mas tentamos que elas não tenham muito peso no nosso ciclo semanal. É isso que nos tem levado ao sucesso na Segunda Liga, assim como o grande empenho em trabalhar esses princípios ao longo da semana de trabalho. Isto não surge de geração espontânea, tem a ver com o trabalho e a grande dedicação dos jogadores, que são fantásticos na forma como abordam cada dia de trabalho”.

No plantel – em que Quiño e David Bruno, recuperados de problemas físicos, estão de volta aos treinos e poderão já ser convocados –, há vários jogadores que têm sido chamados à equipa principal. O último deles foi Mikel (esteve no banco no desafio frente ao Estoril, na quarta-feira) e Luís Castro congratula-se com o sucesso deste e de outros jovens do FC Porto B. “Todos sonham e trabalham para momentos como esse que teve o Mikel. Temos muita esperança e confiança no futuro e sabemos que muitos jogadores da equipa B vão ter sucesso no clube e noutras paragens. O Mikel veio da nossa formação e os outros também acreditam que as coisas lhes corram dessa forma. A oportunidade vai acontecer desde que não percam o norte”.

No entanto, Luís Castro frisou que alinhar na equipa principal não é o mesmo que jogar no FC Porto B: “É um ‘transfer’ muito difícil e eles sentem isso. A equipa A joga sempre para ganhar e essa é uma pressão acrescida”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.