sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Recordar o grande mestre Pedroto

Surripiado do blog http://www.dragaodoente.blogspot.PT
PS - Acho que já disse isto no Dragão até à morte, mas se disse, não faz mal, repito porque vem a propósito. Contaram-me que quando Pedroto treinava o F.C. Porto, nos primeiros anos da presidência de Jorge Nuno Pinto da Costa e perante dificuldades de tesouraria que impediam o clube de pagar os salários a tempo e horas - é, problemas, atritos, dificuldades, sempre houve, umas vezes mais outras menos, no F.C. Porto -, apercebendo-se de alguma comichão em certas cabecinhas, reuniu as tropas e disse:
- Meus senhores, o F.C.Porto é um clube sério, neste momento está com dificuldades, mas vai honrar os seus compromissos. Portanto, quem não estiver disposto a aguentar... a porta da rua é a serventia da casa. Quem ficar e depois amuar, fizer cara feia, não der a pele, tudo pelo F.C. Porto, está feito ao bife - está feito ao bife é invenção minha, Pedroto disse outra coisa.


Bravo! É assim mesmo que um treinador (líder) deve proceder!
Mas claro os tempos são outros e actualmente os profissionais antes de acabarem de cumprir o contrato livremente estabelecido, se as coisas correm bem, começam logo a imaginar cenários de transferências com os milhões de euros à vista, sem se preocuparem em assumir aquilo a que se comprometeram, ou seja, cumprir o contrato até ao fim. É por isso que cada vez mais os dirigentes dos dragões têm de se preocupar em analisar bem a mentalidade e o profissionalismo de quem contratam, a fim de não serem surpreendidos por eventuais atitudes menos correctas de profissionais sem escrúpulos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.