quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Palmeiras impede manobra benfiquista

Tanto a Confederação Brasileira de Futebol, como a Federação Paulista de Futebol reconhecem agora o vínculo, depois de uma longa batalha jurídica entre clube e jogador, que entretanto assinara um pré-acordo com as águias.

Tal vínculo, porém, só seria válido caso o jogador ficasse livre em março deste ano, o que agora não se confirma. "Não sabemos se ele acertou com o Benfica. Queríamos provar que tínhamos feito a coisa certa e o registo correto. Fazemos sempre as coisas com calma e surgiu a oportunidade de mostrar que estávamos certos. Não sabemos se esse pré-contrato dele é com o Benfica", atirou o diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.