domingo, 27 de julho de 2014

André Silva, uma história de sucesso!

27/07/2014 - André Silva o nome a reter dum predestinado para jogar futebol

Cinco golos no EuroSub19, pormenores riquíssimos, perfil de enorme competitividade: André Silva, avançado do FC Porto, é um dos nomes do momento.

História dum menino prometedor. 18 anos e uma notável compleição física, 1,85 metros, por 78 quilos de peso, aliada a um evidente talento inato.

Está aqui um possível (futuro) ponta-de-lança de selecção para tratar com o cuidado exigível. Curiosamente, um ponta-de-lança que já jogou noutras posições em campo antes de se instalar, possivelmente em definitivo, no coração das áreas contrárias.

André Silva nasceu para o futebol no histórico Salgueiros. Jogou lá sete anos. Até que na manhã dum domingo de 2010 encheu o campo da Constituição com uma exibição portentosa.

O Salgueiros venceu por 3-2 e o FC Porto já não o deixou ir para lado nenhum.
«O Porto até aí só tinha vitórias e fomos lá surpreender. Toda a equipa esteve óptima, mas o André deu nas vistas. Fez um golo e foi o melhor em campo», relata o ex-treinador de André Silva nessa altura.

A transferência, porém, acicatou os ânimos entre os vizinhos. O FC Porto não pagou o que o Salgueiros exigia. Tudo foi resolvido através da AF Porto. «Foi paga uma taxa de compensação, na ordem dos mil euros. Só isso (uma pechincha!)».

Nessa altura, recorda o seu ex-treinador, o menino de Baguim do Monte tinha uma alcunha muito especial. «Todos o tratavam por Deco. Pois, ele não era ponta-de-lança. Jogava a extremo, na esquerda ou na direita, e antes disso era um número dez. Daí a comparação com o Deco».

«Estamos a falar de um miúdo fora do comum», adverte o seu ex-treinador. «Alia o talento à vontade, quer sempre mais e mais, possui uma predisposição natural para tratar a bola e jogar futebol».

O seu ex-treinador recorda-o como um atleta «determinado» e «obcecado com a evolução», mesmo que os 14 anos pudessem sugerir alguma rebeldia sem causa. «Nada disso, ele queria era treinar. Tive muitas vezes de me aproximar dele e mandá-lo para o duche: André, chega, faz só o que eu mando. Não exageres!. Como vê, não posso estar surpreendido com o que ele está a conseguir».

Contribuições - O «bom enquadramento familiar» e «o aproveitamento excelente na escola» são pormenores coerentes no traço comportamental de André. Tudo faz sentido.

«Eu digo sempre que o André é muito bom em muita coisa. Já me passaram centenas de atletas pelas mãos e este rapaz é mesmo especial».

André Silva, potencial ponta-de-lança de futuro da Seleção Nacional?

O André tem toda a capacidade para singrar em qualquer posição como avançado...!

«Possui uma capacidade incrível de mudar de velocidade, tem boa técnica, joga sem problemas com os dois pés e a finalizar tem: capacidade, técnica, precisão e potência de remate».

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.