terça-feira, 22 de julho de 2014

Dispensados, trio de espanhóis, Jackson e novas dos rivais

22/07/2014 - Com a chegada de Adrián López, e a intenção da SAD em segurar Jackson, os responsáveis do FC Porto entenderam que dificilmente Ghilas teria esta época os minutos de competição que deseja. Vai ser emprestado para jogar com regularidade…

Apesar de ter aparecido bem neste arranque de pré-temporada - marcou três golos em quatro jogos -, Josué não conseguiu convencer Lopetegui de que poderia ser útil ao plantel. No último particular, frente ao Genk, foi testado a médio-defensivo…

Abdoulaye - A sua saída estava prevista há muito, mas mesmo assim Abdoulaye apresentou-se para o arranque da pré-época. O senegalês procura agora, juntamente com o FC Porto, um novo desafio para a carreira que, ao que tudo indica, prosseguirá no estrangeiro…

Licá - A lesão que Licá sofreu no primeiro treino do estágio na Holanda só serviu para acelerar o que há muito parecia inevitável: a dispensa do FC Porto. O excesso de soluções para o ataque fez o resto. A SAD procura agora vendê-lo por 1,5 milhões de euros…

Muito bem, Antero Henrique, por defender os interesses do FC Porto



Jackson só sai pela cláusula de rescisão (40 milhões de euros)

Antero Henrique (SAD intransigente), director-geral portista, reafirma que a intenção do clube é manter o avançado e, por isso, não está interessado em negociar com eventuais interessados. Quem quiser, que pague a cláusula.












Quintero já trabalha com o plantel
Quintero trabalhou pela primeira vez às ordens de Julen Lopetegui, esta terça-feira. O médio colombiano, que marcou presença no Mundial do Brasil, foi um dos jogadores que estiveram no relvado na sessão das 11:30.
Os 15 minutos abertos à comunicação social deram para ver que, além de Quintero, Sami, Alex Sandro, Danilo, Lichnovsky, Maicon e Casemiro estiveram no relvado, sendo que esta foi a primeira aparição do ex-Real Madrid perante os jornalistas.
O FC Porto repete esta terça-feira o programa da véspera, com três sessões agendadas: 9h00 (porta fechada), 11h30 (com 15 minutos abertos à comunicação social) e 17h00 (porta fechada).

Steven Defour (quem não tem dinheiro não tem vícios)

Não está fácil o entendimento entre FC Porto e PSV para a transferência de Defour e o belga, a
pós marcar presença no Mundial, já treina nos dragões. O médio não foi visto nos 15 minutos abertos à comunicação social durante a sessão da 11:30, mas Kayembe deu a ver Defour já com equipamento de treino. "Retorno do camarada Steven Defour".
Paul Stéfani, empresário de Defour, continua à espera de um contacto dos dragões e do PSV Eindhoven para resolver a situação do médio belga, apesar de a Imprensa holandesa garantir haver uma diferença de valores muito grande. A proposta do PSV pelo belga não irá além dos 4,5 milhões de euros, valor que não agradou ao FC Porto, que teria pedido 8,5 milhões de euros. "Espero que esta semana traga desenvolvimentos. Mas o FC Porto é a chave do negócio, tudo depende deles.

Novas dos nossos principais rivais


O primeiro dérbi da temporada, deixou uma dupla certeza: tanto Jorge Jesus como Marco Silva não escondem que estão preocupados. Cada um ao seu jeito, falaram para dentro, visando os dirigentes. Curiosamente, as preocupações são contrárias, pois enquanto o Jorge Jesus reivindica um aumento de qualidade no plantel, que significa a necessidade de ir ao mercado contratar jogadores de selecção, Marco Silva já se contenta só em manter os actuais elementos da equipa que tem à sua disposição.
O animado confronto do Restelo mostrou um Sporting adulto e trabalhado em cima daquilo que de bem feito ficara da época passada. Marco Silva não tem pressa de implementar os seus processos, as suas ideias, vai introduzindo o seu cunho pessoal lentamente, garantindo a consolidação dos processos antes de passar às alterações de fundo.
O que se viu no Restelo foi uma equipa competitiva, concentrada, afinada, deixando claro que os reforços, se existirem, terão dificuldade em entrar.

Nota importante

Acredito que tal como na época passada, com a ajuda dos senhores do apito (um exemplo: Pedro Proença em Alvalade não quis ver a carga de Cedric sobre Jackson na área do Sporting e validou o golo do Sporting precedido de fora de jogo!!!) e dos dirigentes convenientes nos cargos de poder da Liga, aos dois clubes da segunda circular de Lisboa, nem seja preciso aquisições sonantes de jogadores para atingirem os seus objectivos, ou seja, logo à partida, fazer inclinar o campo para os lados dos seus clubes (da águia e do leão) inquinando o campeonato.

2 comentários:

  1. ...Vê-los tão preocupados connosco, incapazes de disfarçar a preocupação, com ataques de azia que nem uma caixa de Kompensan resolve, ao mesmo tempo que vão dando cambalhotas e fazendo números de contorcionismo que nem os melhores contorcionistas seriam capazes de executar, a mim, dá-me um grande gozo!

    Muito bem! Gostei!

    Na minha opinião os dirigentes do FC Porto estão a trabalhar bem para que situações como o acidente que foi a época passada não se repitam.

    E viva o FC Porto, o Melhor clube português...!

    ResponderEliminar
  2. Relativamente ao esforço financeiro que a FC Porto-Futebol,SAD está a fazer para construir um plantel que dê garantias, digo o seguinte:

    como é do conhecimento dos portistas, sempre foi e continua a ser actual que, o FC Porto para ganhar tem de ser muito melhor do que os dois adversários da segunda circular de Lisboa e afins, daí pensar que estamos no caminho certo e os maiores craques que possam vir nunca serão demais para derrotar adversários apoiados, pelas equipas de arbitragem, dirigentes da Liga, o nomeações e dirigentes da FPF...etc...

    Abraço a todos os portistas!

    FC Porto sempre!

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.