segunda-feira, 28 de julho de 2014

Jogo de apresentação aos sócios

28/07/2014 - Extracto da análise de OJogo ao jogo de apresentação aos sócios do FC Porto

Dragão de tracção à frente precisa de um retrovisor
Empate foi lisonjeiro para o FC Porto e a exibição frustrou as expectativas dos adeptos nesta primeira amostra. A qualidade de ataque não tem cobertura defensiva. Fabiano e Maicon evitaram a derrota e do meio-campo salvaram-se os antigos e um miúdo.
Saint-Étienne teve sete contra-ataques de golo iminente…


Declarações de Julen Lopetegui

Os jogos de pré-temporada servem para testar soluções e perceber o que é preciso melhorar.

Conclusões sobre o jogo: "Foi mais uma partida de pré-temporada, lançámos alguns jogadores com pouco mais de quatro dias de treino, quisemos que alguns deles acumulassem minutos. O jogo serviu para ir testando soluções e tirámos boas e más conclusões, o normal na pré-temporada".

Primeira parte mais forte: "Os jogadores que começaram o jogo tinham mais 27 treinos do que os lançados na segunda parte e isso nota-se nestes jogos. A pré-temporada serve para isto, para trabalhar e perceber onde devemos melhorar".

Rúben Neves titular: "Os que demonstrarem capacidade para jogar terão a sua oportunidade e todos merecem a nossa atenção. O Rúben é um miúdo de apenas 17 anos, mas com muita vontade. Estamos encantados com ele".

Lopetegui espera mais reforços, dependendo das saídas até ao fim do fecho do mercado

Sobre Martins Indi: "Chegou hoje e vai fazer parte da equipa. É um central forte a sair, um central duro, e queremos que adquira rapidamente a forma, porque necessitamos dele".

Três defesas: "Foi opção circunstancial. Queríamos ver mais um jogador e testar situações limite, com exigência física muito maior e correr riscos".

Assobios na segunda parte: "Exigência é futebol. Nas equipas grandes é assim. Estamos a atentos e ainda nos falta trabalhar muito".

Reforços: "Acredito que ainda vamos incorporar mais jogadores. Precisamos de reforços em algumas posições. Acredito que venham novos jogadores".

Mais saídas? "Neste momento, contamos com todos. Mas o mercado só encerra daqui a um mês. Também depende de virem novos reforços. A ideia é que haja competitividade".

Fabiano e mais um guarda-redes: "Fabiano tem toda a nossa confiança. Uma coisa não impede a outra. Queremos exigência em todas as posições. Hoje esteve fantástico".

Tello: "Fiquei surpreendido com o ambiente no Dragão"

Ambiente no estádio: "Foi uma apresentação muito boa e acredito que poderemos fazer grandes coisas. Fiquei surpreendido com o ambiente que se fez sentir no Dragão Não estava à espera de tanto apoio dos adeptos. A equipa sentiu-se muito apoiada".
Início da temporada: "Estamos ainda no começo da preparação e, pouco a pouco, vão aparecer os resultados. Tenho aprendido coisas novas e, por isso, estou muito satisfeito".

Depoimento de ÓLIVER TORRES : "A equipa está cansada"

Óliver Torres foi dos reforços mais aplaudidos pelos adeptos do FC Porto. O espanhol gostou e explicou a exibição da equipa na apresentação.

Jogo de apresentação: "Foi uma festa bonita, os adeptos acolheram-nos da melhor
maneira. A equipa está a trabalhar bem, estamos em pré-temporada e a equipa está cansada porque estamos a preparar o que será uma época intensa".

A exibição colectiva: "O treinador pede sempre para conquistarmos a bola cedo e depois criar oportunidades de golos. O empate serve para ajudar a equipa a crescer, bem como os erros que cometemos. A equipa está a trabalhar bem e vamos chegar a bom porto".

Exibição individual: "Todos os jogadores gostam de ouvir aplausos, porque todos vivemos da confiança. Com o apoio dos adeptos jogaremos melhor. Estou feliz por jogar num estádio tão bonito e com adeptos tão bons".

A apresentação do FC Porto contou com a presença de oito reforços.
Os números que utilizarão durante a temporada de 2014/15.

Reforços e números

Martins Indi: 3, Casemiro: 6, Brahimi: 8, Tello: 11, Evandro: 15, Adrian López: 18, Sami: 19, Óliver: 30

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.